Saiba mais sobre cultura colaborativa e como desenvolvê-la na empresa!

Posted by

As culturas de trabalho em que o poder de decisão fica centralizado apenas nos gestores estão ficando cada vez mais defasadas, já que não abrem espaço para a participação das equipes e limitam as oportunidades de inovação. Diante desse cenário, a cultura colaborativa, que se baseia em uma gestão mais horizontal e flexível, vem ganhando força nas empresas.

Esse conceito integra o DNA da organização nos colaboradores, permitindo que eles contribuam ativamente para a tomada de decisão e se sintam parte importante do sucesso do negócio, o que reflete positivamente no engajamento das equipes. Quer desenvolver essa cultura na sua empresa? Neste post, vamos explicar melhor como ela funciona e de que maneira é possível implementá-la. Confira!

O que é uma cultura colaborativa?

O modelo de gestão hierárquico perdurou por muitos anos nas empresas, mas, ao longo do tempo, passou a ser visto como demasiadamente controlador e burocrático. Sem falar que era pouco eficiente e engajador, tendo em vista que o funcionário era condicionado apenas a seguir ordens.

Diante disso, surgiu a cultura colaborativa, que dá destaque ao papel do funcionário dentro das organizações, valorizando-o como capital intelectual capaz de gerar vantagens competitivas para o negócio. Esse conceito está diretamente associado à gestão horizontal, caracterizando-se por reduzir a burocracia por meio da flexibilização da hierarquia — o que faz com que o colaborador também seja um tomador de decisão na empresa.

A cultura colaborativa é pautada pelo compartilhamento das ideias, experiências e atividades nas organizações, o que inclui colaboradores e gestores. Portanto, uma das principais características desse modelo é a delegação de tarefas, de maneira a descentralizar as responsabilidades e decisões.

Com a participação ampla de todos os funcionários, que deixam de ser vistos como um recurso passivo e viram um recurso estratégico, e a abertura ao diálogo, torna-se mais fácil desenvolver ideias inovadoras e, consequentemente, melhorar a performance da companhia.

Quais são os objetivos da cultura colaborativa?

De modo direto, o objetivo da cultura colaborativa é integrar as equipes, estimulando-as a desenvolver projetos coletivamente, além de mantê-las alinhadas com os propósitos e metas da organização. Ao dar espaço para o colaborador participar de forma ativa dos processos e decisões da empresa, a tendência é que ele desenvolva cada vez mais engajamento com o ambiente de trabalho.

Para que isso aconteça na prática, é imprescindível que os profissionais se sintam à vontade e confiantes quanto à posição que ocupam e ao modo como são tratados pela companhia. Sendo assim, a cultura colaborativa também tem como finalidade estreitar os laços entre os funcionários e seus líderes, que passam a dialogar para que juntos possam encontrar soluções ideais para as demandas da empresa.

Além disso, o conceito contribui para um ambiente de trabalho mais dinâmico. O resultado disso é uma tomada de decisão mais rápida e acertada, o que elimina eventuais gargalos nos processos da organização e eleva a sua produtividade.

Como desenvolver na sua empresa?

A implementação da cultura colaborativa requer que a empresa reveja qual é a cultura que prevalece em seu ambiente de trabalho na atualidade. Assim, será possível construir um ambiente no qual as ações tornem os processos internos mais flexíveis.

A seguir, confira como colocar a cultura colaborativa em prática!

Delegue tarefas

Em primeiro lugar, é necessário aprender a delegar tarefas, ou seja, dar um voto de confiança para que os colaboradores assumam responsabilidades que antes eram executadas apenas por líderes. Porém, é importante orientá-los e dar suporte para que consigam entregar os resultados esperados.

Dessa forma, pode-se avaliar qual é o nível de comprometimento demonstrado por cada funcionário e entender quais deles se dão melhor dentro de um ambiente de trabalho dinâmico e com autonomia e quais necessitam de mais estímulos para se adequar à nova cultura.

Valorize o trabalho em equipe e ofereça recompensas aos times

Recompensar os colaboradores sempre que uma meta é alcançada é fundamental para mantê-los engajados. Na cultura colaborativa, as recompensas são voltadas para o time todo, deixando claro que cada colaborador teve um papel importante para a conquista do resultado.

No entanto, tenha em mente que as recompensas individuais também estão permitidas, já que servem de incentivo para que um funcionário específico se mantenha engajado e dando o melhor de si em todas as suas tarefas. Afinal, embora o trabalho seja coletivo, cada profissional tem os seus méritos, o que deve ser valorizado pelos gestores.

Adote a tecnologia para aprimorar a comunicação estratégica

A tecnologia é uma grande aliada das empresas que pretendem implementar a cultura colaborativa. Isso porque as ferramentas tecnológicas ajudam conectar as equipes e os colaboradores, facilitando a comunicação e a troca de ideias para o desenvolvimento de projetos e a execução de atividades cotidianas.

Ao utilizar sistemas integrados, por exemplo, as equipes de diferentes departamentos podem trabalhar em conjunto, realizando tarefas no mesmo espaço virtual. O uso da tecnologia aumenta a eficiência da comunicação e otimiza o fluxo de trabalho.

Um exemplo disso é o ABSCard, da Audaz, que automatiza a gestão de vale-transporte. Por meio de uma única plataforma, os profissionais de Recursos Humanos (RH) podem administrar com maior facilidade o saldo dos cartões dos trabalhadores, fazendo recargas só quando há necessidade, o que ajuda a empresa a economizar.

Tenha uma boa política de feedback

O sucesso da cultura colaborativa depende da compreensão dos colaboradores sobre o conceito. Assim, é fundamental que os gestores pratiquem uma comunicação transparente, objetiva e eficiente, que faça com que os profissionais se sintam verdadeiramente parte do processo.

Levando isso em consideração, é recomendável aproximar as equipes e integrar os setores, o que pode ser feito com a redução de paredes entre os departamentos, a criação de espaços de convivência e o convite para que todos somem esforços na rotina de trabalho da empresa.

Promova treinamentos

Uma mudança de cultura em uma organização não acontece de uma hora para outra, ela é gradual. Nesse sentido, o líder é uma figura crucial para a concretização do conceito, uma vez que é ele quem deve explicar o que significa essa mudança, orientar como ela deve ocorrer e informar qual é a responsabilidade de cada colaborador para atingir o objetivo estipulado.

Os líderes devem ser flexíveis e transparentes e estarem dispostos a ouvir e dialogar com os colaboradores. Para estimular a transformação da cultura empresarial, eles podem dar treinamentos focados em disseminar as novas práticas e auxiliar na adaptação das equipes.

Realize ações de engajamento

Despertar a motivação dos seus colaboradores é imprescindível para que eles trabalhem de forma engajada em todas as suas atividades. Algumas das principais formas de gerar engajamento é realizando treinamentos, palestras e workshops que colaborem para o desenvolvimento e crescimento dos profissionais, além de oferecer planos de carreira e fazer avaliações de desempenho com feedbacks construtivos.

O mundo dos negócios atual é extremamente dinâmico, e as organizações que querem obter êxito nesse cenário devem contar com profissionais com essa mesma característica. Com a cultura colaborativa, sua empresa pode construir um ambiente de trabalho flexível e altamente inovador, o que amplia sua competitividade no mercado.

Quer acelerar a transformação da cultura da sua organização? Entre em contato com a Audaz e entenda como as nossas soluções podem ajudar você!

Fale com um especialista da Audaz

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *