boas práticas para o RH da sua empresa

Descubra 6 boas práticas para o setor de RH da sua empresa

Posted by

Fazer uma gestão eficiente de pessoal e auxiliar na redução de custos do empreendimento: essas são as principais funções do departamento de Recursos Humanos (RH) em uma empresa. Desenvolver boas práticas para o setor de RH é fundamental porque ajuda a fomentar a cultura organizacional, contribuindo para o crescimento da instituição.

Mas de quais práticas estamos falando? Não é nada do outro mundo. São ações simples e fáceis de incorporar no dia a dia, que geram resultados em curto, médio e longo prazo. Neste post, listamos seis boas práticas de RH que vão impulsionar sua empresa. Acompanhe!

1. Oferecer treinamentos e capacitações

Muitas vezes, o atendimento é o grande diferencial para que uma empresa se destaque entre os concorrentes. Nesse sentido, oferecer treinamentos e capacitações é essencial para preparar os funcionários e adequá-los melhor às suas respectivas funções.

Desenvolver a área de treinamento é responsabilidade do setor de RH, que deve oferecer aos profissionais capacitações contínuas por meio de cursos e formações. Campanhas motivacionais e de caráter social e sustentável também estão entre as estratégias mais utilizadas pela área de RH a favor do desenvolvimento das equipes.

Além de contribuir para melhorar o atendimento da empresa, essa prática estimula a motivação dos funcionários, já que a capacitação extra aumenta as possibilidades de bons resultados e as chances de eles se destacarem em suas funções. Convenhamos: ampliar conhecimentos, experiências e habilidades nunca é demais!

2. Propor modelos de gestão participativos

É importante permitir que as equipes de trabalho proponham melhorias e soluções para os departamentos da instituição. Isso fomenta a integração dos funcionários e faz com que eles se sintam mais próximos da empresa. Uma das tendências de RH é criar uma espécie de comissão com um porta-voz encarregado de transmitir os anseios e sugestões de determinado grupo.

Esse modelo de gestão inclusivo possibilita também uma troca aberta de feedbacks, de modo que todos se inteirem melhor quanto às perspectivas da empresa e de seus funcionários. A troca de informações entre as equipes e seus superiores é interessante porque permite identificar eventuais falhas nos processos e corrigi-las a tempo, antes de se tornarem algo grave.

Também é bastante comum que o setor de RH se encarregue de levar as críticas e elogios movidos pelos funcionários diretamente para os chefes de setor ou coordenadores gerais. Isso favorece uma comunicação horizontal entre as equipes e ajuda a manter relacionamentos mais saudáveis e transparentes.

3. Realizar avaliações de desempenho

Propor avaliações de desempenho é uma das boas práticas para o setor de RH porque interfere diretamente na motivação dos funcionários. Quem não se sente mais estimulado sabendo que está sendo avaliado de perto por seu desempenho na empresa, não é mesmo?

Além disso, é função básica do RH acompanhar e desenvolver estratégias para cumprir as metas estabelecidas pela organização. Os funcionários do setor devem se manter atentos quanto às ferramentas utilizadas e às novas tecnologias, com o objetivo de aperfeiçoarem as avaliações, assim como o controle e análise dos dados coletados.

Ter as avaliações de desempenho em mãos também é essencial no momento de reconhecer ou promover determinado funcionário. É importantíssimo mostrar a ele e ao restante da equipe os pontos que levaram à promoção, estimulando-os a crescerem cada vez mais na empresa.

Essa é uma das maneiras mais eficazes de fazer com que as equipes realmente vistam a camisa da organização e passem a priorizar questões importantes, como desenvolvimento pessoal e plano de carreira.

4. Oferecer premiações por desempenho

Que tal oferecer premiações pelo bom desempenho de um funcionário ou equipe? Quem alcançou as metas com maestria ou obteve outros resultados excepcionais pode ser premiado como forma de incentivar a dedicação. Geralmente, a área de RH oferece prêmios voltados ao lazer, como viagens, ingressos para cinema ou jantares em restaurantes.

O mais importante é respeitar a individualidade de cada funcionário e oferecer premiações compatíveis com os interesses dele. Se o orçamento da empresa for limitado, oferecer um dia de folga já pode ser um estímulo e tanto para o colaborador, permitindo que ele tenha mais tempo para curtir um descanso com a família ou amigos.

5. Implantar canais de comunicação interna

Os canais de comunicação interna, como o jornal, mural ou jornais eletrônicos, são muito úteis para manter a organização e cumprir o planejamento da empresa. Geralmente, esses canais contêm todas as informações relevantes sobre a instituição, desde o cronograma de atividades, passando pelos projetos futuros, até o calendário dos eventos institucionais.

O acesso aos canais de comunicação faz com que todos os funcionários se mantenham bem informados sobre tudo que acontece no empreendimento. Além disso, manter uma comunicação aberta contribui para a transparência dos projetos e atribuições da empresa diante de todas as equipes.

6. Investir em softwares de gerenciamento de benefícios

Como sabemos, um dos grandes trunfos do setor de RH de uma empresa é auxiliar na redução de custos a partir de propostas que sejam viáveis tanto para os gestores quanto para os funcionários. Nesse sentido, o investimento em softwares de gestão de benefícios (como vale-transporte) é uma prática muito eficaz e inteligente.

Com um bom software, a empresa em questão poderá administrar o saldo dos cartões dos funcionários, fazer análises, recargas e tantas outras ações pertinentes aos benefícios. Isso otimiza a gestão e contribui para práticas mais econômicas.

Um aplicativo como o ABSMob permite que os próprios funcionários façam a consulta de créditos no cartão, além de outras ações interessantes, como oferecer caronas corporativas para colaboradores que estejam no mesmo trajeto.

Fruto de quase 30 anos de experiência na criação de softwares para a administração de benefícios empresariais, o ABSMob foi desenvolvido para permitir o controle dos diferentes meios de transporte utilizados por colaboradores em seu deslocamento até a empresa.

Funciona assim: o usuário informa como foi e voltou da empresa até sua residência. Assim, o setor de RH consegue analisar como estão sendo utilizadas cada uma das opções para propor estratégias mais eficientes e que contribuam para uma mobilidade urbana mais saudável.

Outra vantagem para o RH é que o aplicativo possibilita controlar melhor os saldos dos cartões de vale-transporte dos funcionários, o que consequentemente gera uma economia considerável no momento de fazer as recargas todo mês.

Agora que você já conhece as boas práticas para o setor de RH das empresas, é só tirá-las do papel e contribuir para o melhor desempenho da instituição.

Ficou interessado na gestão otimizada de benefícios? Entre em contato conosco e solicite uma demonstração!

Fale com um especialista da AudazPowered by Rock Convert
Powered by Rock Convert

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *