o que podemos esperar do home office como realidade pós pandemia

O que podemos esperar do home office como realidade pós-pandemia?

Posted by

A pandemia provocada pela Covid-19 chegou para transformar a vida de muitas pessoas e dar início a uma tendência que se antecipou em decorrência do isolamento social: o home office, conhecido como “escritório em casa”.

O isolamento social restringiu o deslocamento de pessoas a diversos lugares, inclusive para o trabalho. Órgãos públicos, igrejas e empresas: quase tudo parou!

Com todos os acontecimentos do momento, as empresas tiveram de se adaptar, de alguma forma, para que sua produtividade não se estagnasse. Por isso, as organizações implantaram o home office e, com isso, os colaboradores, imediatamente, tiveram de aderir a esse método de trabalho.

Você quer entender como o home office vai interferir na vida das empresas e dos colaboradores na pós-pandemia? Continue a leitura deste artigo!

Home office tende a permanecer na pós-pandemia

Diante de um mundo competitivo e com as finanças enfraquecidas, estava impossível ficar muito tempo sem buscar uma forma de restabelecer a economia e outras necessidades. As empresas observaram, então, uma urgência de encontrar uma forma segura de permanecer produzindo a distância.

Descobrimos neste período de isolamento social que o teletrabalho se encaixava, também, em vários setores que ainda não haviam experimentado esse diferencial. Foi surpreendente perceber que ele atende bem a inúmeros ramos de negócio.

Por isso, o trabalho remoto proporcionou benefícios para os colaboradores e para as organizações, sendo compreendido, no momento, como uma revolução que chegou com o intuito de permanecer.

Pesquisa realizada com mais de 100 gestores de diversas empresas informou que 30% deles entenderam que o home office tem seus benefícios para a empresa, por isso decidiram que têm intenção de continuar com a prática desse método nas organizações, pelo menos uma vez na semana, após o período da pandemia.

Ocorrerá uma mudança de vida significativa quando o home office for implantado de forma mais expansiva no mercado de trabalho. A forma de exercer as atividades relacionadas ao trabalho e o convívio familiar vão sofrer mudanças, pois as pessoas terão horários mais disponíveis para diversas situações.

Diante de toda intenção das empresas em permanecer com o home office, é importante observar que essa continuidade de trabalho vai depender de legalização trabalhista. Conforme o ramo de atuação, será possível ou não permanecer realizando o teletrabalho.

Vantagens do home office para as empresas

O home office impactou de forma positiva várias modalidades de serviços. Por isso, os gestores já estão realizando planejamentos para aprimorá-lo em fatores que não se desenvolveram em função da urgência ao se instalar o distanciamento social.

O home office é uma forma remota de deixar os serviços da empresa em dia, e o colaborador aproveita a convivência com a família. Assim, a empresa ganha produtividade e economiza em tarifas de água, luz, internet, impressora, aluguel, cafezinhos e outras despesas.

O tempo é um fator que interfere na vida da empresa e dos funcionários. O trabalho remoto proporciona conforto aos colaboradores, pois evita o deslocamento casa/trabalho/casa, em que se leva, aproximadamente, uma hora ou mais no trânsito. Reduz-se, assim, gastos e estresse com o tráfego.

O home office se torna mais produtivo, também, por dar a oportunidade de mais momentos de descanso no decorrer do dia, mais descontração com a família, uma alimentação mais equilibrada etc.

Trabalhando em casa, há mais possibilidade de dar assistência à família e administrar melhor as rotinas indispensáveis para manter a harmonia do lar, como realizar compras juntos, acompanhar em consultas, praticar atividade física no horário mais conveniente e outras práticas que, quando se estava na empresa, não eram possíveis.

Essas mudanças de vida oferecem ao colaborador saúde do corpo e da mente e proporcionam analisar e tomar decisões nas tarefas da empresa que são de sua responsabilidade.

Com o home office, os colaboradores elevaram o grau de disciplina no trabalho, a resiliência, a autodisciplina e a flexibilidade de horário, e esses progressos pessoais são benefícios, também, para a empresa. Outro lado positivo é a eliminação dos pagamentos com hora extra, pois o valor de uma hora extra é mais dispendioso que a hora normal.

Um dos fatores que proporcionam mais produtividade no teletrabalho é a flexibilidade de horário. Em algumas empresas, essa modalidade oferece ao colaborador a liberdade de laborar na hora que mais se sente produtivo (pela manhã, à tarde, no decorrer do dia ou altas horas da madrugada). Trabalhando dentro da sua realidade, a empresa pode receber melhores resultados.

Urgência da transformação digital

O home office já é considerado uma realidade permanente pós-pandemia. Por isso, as empresas tendem a se desenvolver nesse “novo método” de trabalho. Uma constatação de que vale a pena investir melhor nesse processo de laboração é que, mesmo sendo implantado de forma inesperada e sem planejamento, ele deu certo para a maioria das empresas e colaboradores.

Alguns empresários que valorizam um trabalho mais inovador e têm o colaborador como “peça chave” da organização já estão analisando formas de capacitar seus grupos de funcionários para trabalharem de maneira mais planejada e mais direcionada.

Uma preocupação dos gestores no que se refere à continuidade do home office, principalmente nas áreas mais complexas, é sobre o banco de dados. Em algumas organizações, está sendo implantado o licenciamento em nuvem, e é criado um sistema em que são adicionados novos dados para que todos os que têm permissão de uso possam acessá-los.

Empresas como a OI (OIBR3) estão com intuito de implantar uma plataforma que nominou de Smart Office 4.0. As pessoas que exercem o trabalho remoto terão acesso a uma ferramenta que reúne computação digital e conectividade.

Por isso, entende-se que, quando o home office se aprimorar, os resultados de produção vão ser totalmente benéficos e rentáveis para as empresas e colaboradores.

Como percebemos, o home office se intensificou neste período de pandemia e, provavelmente, permanecerá na pós-pandemia. Com isso, as organizações precisam tomar medidas para essa continuidade, como aprimorar seus sistemas de informação, adotando plataformas específicas para seu ramo de trabalho, e capacitar seus colaboradores para o manuseio desses sistemas. Com planejamento e alinhamento, o teletrabalho vai gerar produtividade para a empresa e seus colaboradores.

Achou interessante saber como será o home office pós-pandemia? Para ficar por dentro das tendências, curta nossa página no Facebook!

Fale com um especialista da AudazPowered by Rock Convert
Powered by Rock Convert

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *