conheça 6 impactos da mobilidade urbana nas empresas

 Conheça 6 impactos da mobilidade urbana nas empresas

Posted by

Qualidade de vida e mobilidade urbana andam juntas quando se trata de favorecer o clima corporativo e garantir o bem-estar dos funcionários. No cotidiano das grandes metrópoles, é mesmo impossível não pensar nos impactos da mobilidade urbana nas empresas e em como o trânsito caótico prejudica o dia a dia das pessoas, principalmente em relação ao trabalho.

Os resultados das longas horas perdidas no trajeto para chegar ou sair do serviço podem ser vistos em curtíssimo prazo: colaboradores estressados, mal humorados e pouco produtivos para lidar com as demandas da empresa. Por isso, repensar a mobilidade é algo urgente, independentemente do porte da companhia.

Neste post, vamos explicar a importância desse cuidado e listar os 6 principais impactos da falta de mobilidade no setor empresarial. Continue a leitura e entenda como melhorar sua gestão!

Por que favorecer a mobilidade é tão importante?

Sair de casa com muitas horas de antecedência para não chegar atrasado no serviço é algo corriqueiro para bastante gente. Felizmente, as grandes empresas já estão começando a pensar em alternativas para garantir um trajeto mais prático e viável aos seus colaboradores.

Afinal, o bem-estar dos funcionários influencia diretamente na produtividade da empresa. Favorecer a mobilidade urbana também é algo importante do ponto de vista ambiental, se a gente considerar que o setor automobilístico é um dos maiores emissores de gases poluentes do planeta, em especial o gás carbônico (CO2).

Nesse sentido, investir em soluções inteligentes de deslocamento se tornou prioridade na gestão de pequenas, médias e grandes empresas. Além de contribuir para a saúde física e mental dos funcionários, essa prática ainda alivia o trânsito e colabora com a preservação ambiental.

6 impactos da falta de mobilidade urbana

Para você entender melhor a dimensão do problema e começar a pensar em alternativas, listamos 6 impactos da mobilidade urbana nas empresas.

1. Cansaço e irritação dos trabalhadores

O tempo perdido no trânsito tem influência direta no comportamento do funcionário, que muda totalmente de postura diante dos colegas e acaba sendo menos valorizado na instituição, já que compromete seu próprio rendimento. Isso sem falar que a autoestima do profissional fica abalada, pois ele estará produzindo menos do que deveria.

O trabalho em equipe também sofre as consequências do cansaço e irritação do trabalhador, que passa a colaborar bem menos do que sua capacidade permitiria. Isso pode ser bastante prejudicial, sobretudo para aquelas tarefas nas quais o resultado depende da boa atuação de todos os envolvidos.

2. Risco de acidentes de trabalho

Outro impacto grave de uma mobilidade ruim é que, devido ao cansaço e à desmotivação dos colaboradores, eles ficam bem mais suscetíveis a cometer erros que não deixariam passar em uma situação diferente.

Isso aumenta os riscos de acidentes de trabalho que, além de incapacitar o profissional, ainda comprometem a imagem da empresa no mercado.

3. Redução da produtividade

Eis um efeito clássico da falta de planejamento na mobilidade dos funcionários: redução da produtividade no trabalho. Esse impacto é óbvio, se a gente pensar que é mesmo impossível alguém render bem se já chegou ao serviço cansado e estressado — seja porque precisou acordar muito mais cedo para chegar a tempo, seja porque enfrentou um trânsito caótico pelo caminho.

4. Faltas, atrasos e afastamentos

Esse aspecto tem muito a ver com o tópico anterior. Isso porque um funcionário cansado, desmotivado e pouco produtivo também é uma pessoa que acaba faltando mais do que poderia. Às vezes, a dificuldade para se deslocar de casa até o trabalho é tanta que os atrasos passam a ser cada vez mais corriqueiros, praticamente diários.

O estresse chega a um nível tão alto que o colaborador pode precisar até de afastamento médico. Vai dizer que você nunca se deparou com um cenário desses? Infelizmente, uma das causas que mais levam a esse transtorno é a ausência de boas condições de mobilidade. Portanto, repensar esse fator é imprescindível para preservar a integridade dos trabalhadores.

5. Rotas demoradas

Pode ser que você nunca tenha parado para pensar nisso, mas faz todo sentido: a rota de bicicleta para o serviço pode ser muito mais funcional do que tirar o carro da garagem. Do mesmo modo, pegar carona com os colegas que fazem caminhos parecidos e se revezar no percurso é bem mais interessante do que sobrecarregar o trânsito com muitos veículos de uma só vez.

Para você ter uma ideia de como as vias estão sobrecarregadas, saiba que, em uma cidade como São Paulo, a média atual é de 7,4 veículos para cada grupo de dez habitantes, conforme registros da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET). Os efeitos diretos não são segredo para ninguém: tráfego pesado, congestionado e muito estressante, principalmente nos horários de pico.

Quando existem meios de transporte mais funcionais, como metrô, ônibus fretado ou um sistema inteligente de caronas compartilhadas, não é tão difícil desafogar o tráfego e melhorar a qualidade de vida de quem precisa se deslocar até o serviço todos os dias. Pense nisso e experimente formas alternativas para fazer uma rota menos demorada e chegar de bom-humor, mesmo nas segundas-feiras.

6. Aumento dos custos de gestão

A falta de um planejamento de mobilidade, além de todos os impactos listados anteriormente, gera ainda um efeito devastador para os cofres da empresa. Isso porque não é simples gerenciar os benefícios de vale-transporte, vale-combustível ou vagas de estacionamento para todos os colaboradores.

Quando um gestor investe em uma ferramenta inteligente de mobilidade, dá para equilibrar bem os custos e sair ganhando com o bem-estar dos funcionários. Hoje em dia, já existem softwares de gestão de benefícios e de sistemas de caronas compartilhadas para que os trabalhadores possam ir e vir de um jeito muito mais prático, econômico e seguro.

Investindo nessas soluções, dá para planejar o deslocamento dos funcionários de uma forma muito eficiente. Assim, contribuir para a redução dos impactos da mobilidade urbana nas empresas, tanto para o colaborador quanto para o seu negócio. O meio-ambiente também agradece!

Gostou do post? Então, aproveite e compartilhe o conteúdo com seus seguidores das redes!

Fale com um especialista da AudazPowered by Rock Convert
Powered by Rock Convert

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *