É possível pagar vale-transporte em dinheiro? Confira

É possível pagar vale-transporte em dinheiro? Confira

Posted by

Bem, temos que ser bem sinceros, se você está querendo simplificar o pagamento deste benefício, não é por aí! Apesar de as legislações mudarem bastante, sempre foram claras quanto a essa possibilidade. Veja o que você precisa saber.

O que a lei diz sobre pagar vale-transporte em dinheiro?

Vamos conhecer o Decreto N.º 95.247 de 17 de novembro de 1987¹? Em seu artigo 5.º ele assevera que:

Art. 5° É vedado ao empregador substituir o Vale-Transporte por antecipação em dinheiro ou qualquer outra forma de pagamento, ressalvado o disposto no parágrafo único deste artigo.

Parágrafo único. No caso de falta ou insuficiência de estoque de Vale-Transporte, necessário ao atendimento da demanda e ao funcionamento do sistema, o beneficiário será ressarcido pelo empregador, na folha de pagamento imediata, da parcela correspondente, quando tiver efetuado, por conta própria, a despesa para seu deslocamento.

Dá para entender claramente que o pagamento em dinheiro é vedado por regra e apenas pode ser concedido em exceções muito específicas, viu?

Que problemas posso ter se aplicar o pagamento em dinheiro?

Quer ver na prática como você pode ser prejudicado se optar por oferecer o benefício desta forma?

Carga tributária maior

Caso você opte por pagar o transporte em dinheiro, acabará acrescendo valores devidos em sua carga tributária. Lembrando que encargos como FGTS, INSS e IR se aplicam na folha. O recurso do cartão é justamente para evitá-los.

Passivo trabalhista

Você já se deu conta que um colaborador pode entrar na Justiça por essa prática e, muito provavelmente, ganhará a causa. Logo, isso pode representar um passivo jurídico certo no futuro e mexer com as contas da empresa.

Estímulo a práticas ilegais

É lógico que a ideia é sempre criar um ambiente de legalidade e de práticas em conformidade. Agora, se o próprio gestor usa de um recurso indevido para oferecer benefício, dificilmente poderá cobrar uma má índole do colaborador.

Mas calma: é muito simples andar dentro da lei. Basta usar o cartão vale-transporte aliado a um bom sistema de gestão. Então, você otimizará o uso, economizará dinheiro e garantirá o transporte do seu colaborador!

¹ Decreto N.º 95.247 de 17 de novembro de 1987

Práticas ilegais com o vale-transporte

Práticas legais com o vale-transporte

Fale com um especialista da Audaz

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *